Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Os Verdes apresentaram um projecto-lei no Parlamento para liberalizar o nudismo. O objectivo é que as praias para nudistas sejam devidamente sinalizadas. Muito bem e nada contra. Mas antes de expressar a minha opinião devo advertir-vos de duas coisas. A primeira é que tenho uma grande antipatia pelo Partido Ecologista Os Verdes (não inventei o nome; é mesmo assim que se chamam). A minha antipatia não é irracional nem sou contra cuidar o ambiente. Lavo os dentes sem desperdiçar água. Ponho o meu lixo nos lugares correspondentes, cujas cores os identificam. É verdade que me recuso a tratá-los pelos nomes que lhes deram acabados em -lhão, porque me parecem ridículos. Mas não é isso que me impede de colaborar na reciclagem. Em breve, terei o meu carro híbrido. Entretanto, vou dando prioridade aos transportes públicos. Adoro animais com a excepção compreensível daqueles que falam. Acho que o Al Gore é uma besta mas posso estar a exagerar. Como o Tony Carreira, tem direito a ter o seu próprio público. Mas, pelo sim, pelo não, tento não aquecer globalmente na medida do possível. Dito isto, espero que fique claro que o meu problema com Os Verdes não é a ecologia. O meu problema com eles é tudo menos a ecologia. Para começar, julgo que é ridículo serem tão maricas e nunca terem tentado ser um partido independente. Se o Bloco de Esquerda conseguiu, como é possível que não tenham sequer pensado nisso? Também não gosto do “look” dos deputados. Têm a idade dos meus sobrinhos, mas parecem os meus colegas da faculdade há quarenta anos. Também não gosto que, sempre que podem, metam sexo no debate político. Quando se discutiu a Educação Sexual, o slogan era “Sexo Sustentável”. Isto não é política; é marketing para o Viagra. Agora apresentam um projecto-lei para o nudismo. Alguém me pode explicar que diabo interessa isso de sinalizar as praias de nudismo nos dias que correm? E, se é tão importante, porque é que não foi apresentado antes? No Inverno, por exemplo. Desculpem lá, mas objectivamente, quero que eles vão para… a praia e metam o projecto-lei no… casaco. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:25
Comentar

Comentários:
De vibes and stuff a 24 de Junho de 2009 às 12:15
bem "jogado". gostei


De alpha girl a 24 de Junho de 2009 às 14:28
grande texto...agora fiquei altamente curiosa para saber mais sobre o partido..!


De paulo costa a 24 de Junho de 2009 às 19:03
Apesar do Verdes muitas vezes me deixarem vermelho com sua eterna vigilância, da mesa à cama!, têm o devido valor. O mundo sem eles teria menos cor. Parabéns pelo blog.


De ana cristina leonardo a 24 de Junho de 2009 às 19:32
Acho que o Al Gore é uma besta mas posso estar a exagerar. Como o Tony Carreira, tem direito a ter o seu próprio público.

Tenho pena de não ter escrito esta frase... melhor, as duas


De sofia a 25 de Junho de 2009 às 01:21
geniaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaal


De a.serafim a 28 de Junho de 2009 às 23:18
o sr comentador tem a cabeça cheia de preconceitos


De Alexandre Moleiro a 22 de Julho de 2009 às 19:34
Embora as críticas ao PEV sejam de uma genialidade humorística inegável a crónica acaba por ter uma falha.

O projecto-lei apresentado NÃO É para liberalizar o nudismo nem tem nada de inovador. É uma actualização da lei existente que, por exemplo, obriga a que a prática de nudismo só seja efectuada em praias especialmente autorizadas para o efeito e que têm de ficar a mais de 1500m de tudo o resto. A sinalização obrigatória de praias já existe na lei vigente.

A ideia chave que inicia a crónica "Os Verdes apresentaram um projecto-lei no Parlamento para liberalizar o nudismo. O objectivo é que as praias para nudistas sejam devidamente sinalizadas." é portanto falsa e a razão da minha crítica é essa mesma.

O humor está bem construído mas parte de uma ideia falsa.

De facto nos dias que correm não devíamos estar a discutir a sinalização de praias nudistas. O nudismo não deveria ser algo que precisamos de sinalizar.

Alexandre Moleiro

PS: para os curiosos sugere-se a leitura da lei 29/94 de 29 de Agosto, disponível aqui: http://www.fpn.pt/apresentacao/lei.php


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO