Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Os testes de despiste da sida já são feitos, em Portugal, a menores a partir dos 14 anos sem autorização dos pais. Um dos principais pontos de discórdia da disponibilização de análises a menores é a idade com que estes podem decidir sobre procedimentos médicos. Para os pediatras aos 14 anos é que deve ser. Para os advogados só aos 16. Para a Igreja Católica, nunca. Hoje não me apetece falar religiosamente. Interessa-me mais as nossas crianças, que crescem tão rápido. Ontem mudávamos-lhes as fraldas; hoje já estão a fazer testes de sida e a trazer preservativos da escola. Como o tempo passa! Para vos poupar tempo devo advertir-vos de que não sou hipocondríaco. Quero dizer que não preciso gastar um balúrdio em águas minerais importadas para me sentir saudável. Mas também não chego ao ponto do meu cão, um grand danois, que, já agora, se chama Soren com um traço na diagonal por cima dos “o”, se fazem o favor, que bebe água da sanita. As raras vezes que bebo água, é sempre da torneira. Contudo, sou um partidário da prevenção. Nunca me parece demais fazer testes e análises, pela simples razão de que odeio surpresas. Mas voltando às medidas de prevenção adoptadas, sou a favor da perspectiva dos médicos. O raio das crianças estão cada vez mais precoces. E, o que é pior, quando não são precoces fazem tudo para o aparentar. Não é nenhuma novidade. O meu sobrinho começou a fazer a barba que não tinha aos onze anos. Desde que distribuem preservativos gratuitamente, tem uma parede do seu quarto coberta deles. Até fica giro. O meu terror é que, embora tenha um amigo imaginário, agora tenha muitas namoradas imaginárias. E como ele, sim, é um hipocondríaco precoce, comece a fazer testes de despistagem de HIV imaginária cada vez que inicia uma relação imaginária. Não vejo mal nisso. Mas ele não paga impostos e estou farto de lhe pagar lanches imaginários com as suas imensas namoradas inexistentes. Agora, tenho medo que se torne num despistagem-dependente. Terá a coordenação nacional para a Infecção da Sida um número limite para os testes? E, se tem, o que faço depois? Espero que tenham alguma espécie de metadona para substituir. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:33
Comentar

Comentários:
De TestaFC a 26 de Junho de 2009 às 17:09
O wrestling Online regressou!
Visita: http://wrestlingonline.blogs.sapo.pt/


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO