Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2010

É surpreendente como uma cultura milenar como a nossa ainda tem segredos escondidos. Ainda mais maravilhoso quando são segredos que estavam mesmo ali, diante dos nossos olhos e não percebíamos. Como a “Carta Roubada”, o conto de Edgar Allan Poe, onde a tal carta não é encontrada porque está ali, estupidamente escondida à vista de todos, em cima da mesa. Ou da chaminé, já não me lembro bem. A questão é que estava ali, à vista de todos. Antes de acalmar a vossa curiosidade devo contextualizar o lugar da revelação. Foi na Argentina, que como todos sabem, tem o maior consumo per capita de carne bovina devido, claro, à quantidade e qualidade das vaquinhas que ali crescem. É do interesse da sua economia que os argentinos comam um bocadinho menos de carne para poder exportar o precioso bife que ali se produz. Para isso tem de convencer o saudável e bem comido povo argentino que coma outros bichos. Este ano o governo decidiu promover a carne de porco. Numa reunião com os produtores de carne suína a Presidente da Argentina, Cristina Kirchner afirmou o seguinte: «Acabam de me dizer algo que eu não sabia: comer porco melhora a vida sexual. Eu diria que é muito melhor comer um pedaço de porco grelhado que tomar Viagra», e contou que recentemente comeu porco e «as coisas correram muito bem naquele fim-de-semana com o meu marido, então pode bem ser verdade.» Antes de elogiar a sinceridade da mandatária e da perfomance do seu marido, que também foi presidente, não é, por acaso, fantástico que por cá as pessoas andem a gastar fortunas nessas pastilhas e agora sabemos, desde a Argentina, que com um entrecosto as coisas podem correr igualmente bem? E nós a elogiarmos a indústria farmacêutica quando na tasca da esquina ou no talho do lado tínhamos a solução para a felicidade de portugueses e portuguesas. Obrigado, Senhora Presidente. Agora esperemos que a Pfizer, o laboratório que produz o Viagra, não inflacione os preços das bifanas. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:53
Comentar

Comentários:
De ana cristina leonardo a 3 de Fevereiro de 2010 às 00:07
e ainda dizem que com as mulheres na política as coisas só podem melhorar...


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO