Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

No próximo dia 28, realiza-se um Festival Taurino em Vila Franca de Xira. A intenção original era doar metade das receitas à Associação dos Amigos dos Animais do concelho. Era isso o combinado entre os organizadores e a tal associação. Como alguém se há-de lembrar, Vila Franca de Xira e o Ribatejo em geral são zonas particularmente civilizadas. Ali, até o Bloco de Esquerda tem mais calma e menos preconceitos. A parte de estar contra as touradas, escrita no seu programa, é educadamente ignorada. No Ribatejo não se brinca com touradas e os bloquistas, sensatamente, não estão interessados em brincar com os ribatejanos. É por isso que a tourada em benefício da sociedade protectora de animais de Vila Franca não me pareceu não só nenhuma anormalidade como até achei encantador. Agora a Associação dos Amigos dos Animais voltou atrás e disse que não vai aceitar o dinheiro, mesmo que lhes faça muita falta, como é o caso. A mudança da opinião deve-se às más companhias. Companhias compostas por outras associações animalistas, todas ciumentas da sorte dos ribatejanos serem tão solidários uns com os outros. A mais maldosa e arrogante foi a fundamentalista Associação Animal, que comparou assim a relação com o pessoal taurino nesta tourada de beneficência: “Seria o mesmo que uma associação de protecção de crianças receber dinheiro de uma associação de pedófilos”. Escusado será dizer que a comparação é errada e insultuosa, apesar de ter uma certa graça fácil. Mas é preciso dizer o desagradável, que é verificar que o bullying também existe entre as associações com objectivos admiráveis como lutar desinteressadamente pelo bem-estar dos animais. O problema é mais uma vez o fundamentalismo que não aceita cooperação nem solidariedade entre outras associações que só distorcidamente podem ser tomadas como inimigas. Os tauromáquicos não odeiam os animais. Amam-nos com amor diferente de um vegetariano. A associação de Vila Franca de Xira está com problemas financeiros. Não é por acaso honroso e digno aceitar a amizade dos forcados, dos cavaleiros e mesmo dos touros? Espero que os vila-franquenses mandem as associações queixinhas às urtigas. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:01
Comentar

Comentários:
De Nuno Miguel a 9 de Fevereiro de 2010 às 20:59
Asneira grossa, mas não me dou ao trabalho de explicar porquê


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO