Quinta-feira, 1 de Abril de 2010

Foi comovente saber que Ricky Martin assumiu a sua homossexualidade. Viver com esse segredo deve ter-lhe provocado uma vida miserável e sofrida. Parece que foi mal aconselhado. Disseram-lhe que era melhor não falar do assunto porque podia prejudicar a sua carreira. Como ele era jovem e ingénuo, fez caso desse conselho e não falou do assunto. Entretanto teve namoradas. Muito giras por certo. Uma foi miss não sei de quê, outra foi boa não sei em que telenovela, a outra foi um pouco de ambas as coisas nalgum outro sitio. Mas, coitadinho, deve ter sido uma tortura para ele. Viver uma mentira e sempre a fingir os orgasmos. Nem quero pensar. Felizmente, antes de anunciar com quem realmente gosta de fazer amor e com quem não, nem que lhe pagassem, teve filhos. Foi, graças a Deus, por inseminação artificial e com uma mulher que foi apenas uma barriga de aluguer. O Ricky é um homem sério. Teve um par de gémeos. Como são dele, podem vir viver para Portugal. Se fossem adoptados teria alguns problemas com o Serviço de Estrangeiros, mas sendo assim, não. O anúncio da sua assunção foi quase proselitista ou evangelizador: “Tenho orgulho em dizer que sou um felizardo homossexual, sou muito abençoado em ser o que sou”. Foi um autêntico grito do Ipiranga. Os seus admiradores devem ter sentido esse lamento de tantos anos a esconder o seu segredo. Ter suportado boatos e calúnias que o acusavam maldosamente de ser homossexual. Com tudo o que se esforçou por ocultar! As pessoas são tão más. Em sua defesa Ricky até citou Martin Luther King quando disse: “As nossas vidas começam a morrer no dia em que calamos coisas que são verdadeiramente importantes”. Não sabia que aquele grande líder dos direitos humanos também era gay, mas se Ricky Martin o afirma, é porque deve saber. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:37
Comentar

Comentários:
De Miss Kin a 2 de Abril de 2010 às 01:54
Bem, agora em vez de andar rodeado de mulheres por ser o Ricky Martin, macho latino, anda rodeado de mulheres, que são as amiguinhas! ;)


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO