Terça-feira, 8 de Julho de 2008

A Associação de Cidadãos Automobilizados acusou ontem o Governo de não ter capacidade para processar as multas de trânsito e de assim estar a fazer uma limpeza do cadastro dos condutores. Em causa estão as recentes alterações ao Código da Estrada, que entraram em vigor e que preparam a criação da "carta por pontos”, que facilitará a apreensão da carta de condução. O diploma acabou por deixar de fora as infracções anteriores de cada condutor. Ou seja, só contam para a cassação da carta as contra-ordenações que surjam a partir de agora. Prevaricações anteriores é como se não existissem. Embora tenha muito respeitinho por esta Associação dos Automobilizados, julgo que com estas acusações estão a dar provas de que não conhecem os automobilistas portugueses. É certo que há mais de seis milhões de coimas por resolver. Mas está claro para mim que se o sistema de controlo por pontos na carta já estivesse vigente, os condutores teriam tido um comportamento diferente. Alguém teria sido tão estúpido de conduzir bêbado ou atropelar uma velhinha e fugir do local se soubesse que ia receber sei lá quantos pontos de penalização por tamanha infracção? Julgo que não. Nem falemos, então, de estacionar em cima do passeio. Dantes era muito diferente, era uma rebaldaria. Não podemos acreditar que o Governo esteja a defender a impunidade dos crimes passados só porque agora vão finalmente poder ser castigados. Os condutores portugueses agora vão ser exemplares. Ninguém quer ter pontos no currículo perdidos ou ganhos (confesso que ainda não percebi bem como isto funciona). A questão é que o que passou, já foi. Agora é que vai ser. Não haverá mais atropelamentos. Os cintos serão colocados, as crianças bem sentadas, as passadeiras seguras, não haverá mais fome no mundo, o desemprego acabará e todos seremos doutores. A boa educação chegará às estradas de Portugal. E a vida dos portugueses dividir-se-á em antes e depois dos pontos. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:49
Comentar

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO