Sexta-feira, 11 de Julho de 2008

Fernando Pinto, o génio que é o Presidente-executivo da TAP, para poupar dinheiro, decidiu que pelo menos 60 frequências dos voos vão ser eliminadas. Serão 51 de médio curso e nove de longo curso. Como sabemos que à redução de oferta os preços aumentam, podemos concluir que voar vai ser mais caro para todos nós. Pelo seu lado a União Europeia, que também é liderada por génios, tomou três medidas para proteger o ambiente: as companhias aéreas terão de reduzir os seus voos. Como ainda não existem aviões híbridos ou a energia eólica, haverá menos voos e já sabemos o que vai acontecer: as companhias de aviação vão tapificar-se. Ainda por cima, passam a pagar 15% pelas suas licenças de emissão. O bilhete terá mais um acréscimo, entre dois e nove euros. Os artefactos electrónicos terão de ser fabricados para gastar menos energia. Os custos serão a conta do consumidor. Por último, os transportes pesados vão pagar mais portagens para compensar a poluição atmosférica e sonora. Verifico, então, que, ante todas estas medidas que serão pagas por nós, para podermos viver na Europa, temos de ter mais dinheiro. Olha, assim também eu podia ser presidente duma companhia de aviação ou dirigir um putativo Ministério do Ambiente da União Europeia! A Europa está a tornar-se um sítio muito caro para viver. Na Eurolândia, todos os problemas se resolvem com dinheiro. Por um lado é humilhante, por outro é bem melhor que antes. Até há apenas sessenta anos, resolvíamos tudo com guerras. No fundo, é um avanço civilizacional. Pena que estejamos todos tesos. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:46
Comentar

Comentários:
De Daniel Candeias a 15 de Julho de 2008 às 17:15
Caro Carlos, gostaria de felicitá-lo pelo excelente blog que aqui apresenta. Encontrei o blog por força de ocasião, li-o hoje pela primeira vez e este fará, sem sombra de dúvida, parte dos meus favoritos. Também tenho um blog (ainda pequenino) onde falo um pouco sobre o que se passa à nossa volta e, curiosamente, o meu último texto publicado foi a falar desse génio sobre o qual fala neste texto. A verdade é mesmo essa... Pena que estejamos tesos. De resto está tudo às mil maravilhas.
Continuação de um bom trabalho com esta excelente escrita. Vou passar a ser um leitor assíduo.

Cumprimentos.


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO