Quarta-feira, 13 de Agosto de 2008

Este foi um daqueles incidentes a que chamamos faits divers, ou como disse um inesquecível participante do Big Brother, um "fait daiver". Um grupo de amigos da GNR foi a uma discoteca da moda no Algarve: o Manta Beach Club, que pertence à astróloga Maya. Na madrugada de quinta para sexta-feira, uma altercação com os seguranças levou a que os profissionais da lei levassem com uma carga de porrada em cima. Nada de novo. Uma discoteca que não tenha uma história de violência não é uma discoteca: é uma casa de chã. Não se conhecem os motivos destas agressões físicas. Mas também devem ser os habituais. Talvez este tenha como agravante que os guardas da GNR e os polícias em geral, quando se vestem à paisana, ficam sempre muito foleiros. Mas também não estariam tão mal trajados que merecessem uma sova. Os autos dos polícias agredidos só entraram trinta seis horas mais tarde, na noite de sábado, no Ministério Público. Aqui é que a história se torna interessante. Acredito que entre a tareia e a ressaca as vítimas tivessem tomado o seu tempo para comunicar o incidente. Menos acreditável é a coincidência da visita na noite seguinte da Brigada Fiscal e da ASAE à tal discoteca Manta. Foram levantados nove autos na noite posterior à fatídica contenda. Se calhar não estou a pensar bem, mas esta é uma daquelas coincidências do camandro que provoca suspeitas malsãs. Para não despertar a desconfiança nas incorruptas instituições da Brigada Fiscal e na lendária ASAE, proponho que sempre que acontecerem cenas de pancadaria com agentes da autoridade num local público, se entre num período de nojo. Pelo menos uma semana. Deram uma sova a um comissário num bar. Pronto, durante uma semana nenhum organismo fiscalizador aparece. De contrário, as más-línguas vão acusar as nossas respeitáveis forças de segurança de tráfico de influências. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:52
Comentar

Comentários:
De RPF a 14 de Agosto de 2008 às 00:57
Será que tem a certeza que o espaço Manta Beach Club é propriedade da conhecida Maia ou tem outro proprietário?.
É que já ouvi tantas versões sobre essa propriedade, até a da C. M. de Vila Real de Santo António que assume o espaço como seu, que já não sei qual é a realidade.
Pode esclarecer definitivamente este ponto?.


Comentar post

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO