Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

Normalmente não gosto de revelar os meus sentimentos no que respeita aos partidos políticos. É certo que gosto mais de uns que de outros, mas acredito que todos, cada um à sua maneira, no fundo querem o melhor para Portugal. Podemos estar de acordo com eles ou não. Mas acredito piamente que há lugar para todos. Também é certo que entre os partidos há posições mais inteligentes e outras… como posso dizer isto sem magoar ninguém? Mais burras? Talvez. Estúpidas? Parece-me forte demais. Imbecis? Julgo que me podem processar. Bem, digamos então menos desenvolvidas. É o caso do Partido da Nova Democracia dirigido por esse fenómeno inenarrável chamado Manuel Monteiro e que tem a sua expressão máxima na sucursal da Madeira, da que faz parte o deputado que teve a maravilhosa ideia de exibir uma bandeira nazi no parlamento regional. Ontem tiveram mais uma ideia brilhante: distribuir sete mil e quinhentos euros aos primeiros duzentos e cinquenta reformados daquela ilha que se apresentassem na sede da sua representação parlamentar. O objectivo era protestar contra o sistema financeiro dos partidos políticos. Ouviram bem: não foi um protesto contra as paupérrimas reformas que se pagam aos velhinhos. Espero que alguém me explique o que têm os boxers a ver com as calças. Se tivessem repartido o dinheiro entre os diversos grupos parlamentares da Madeira, até achava graça. Até podiam fazer com que um deputado de outro partido mudasse para o PND. Fazer demagogia não está ao alcance de todos. É preciso ter um instinto, uma intuição, ainda que vaga, que o acto demagógico tem alguma utilidade. Não sei se há comunistas reformados na madeira, mas com certeza deve haver reformados laranjas e jardinistas que devem ter estado entre os primeiros da bicha para receber o protesto monetário. Parece-me urgente que os dirigentes novos democratas mudem de agência de marketing. Isto se quiserem deixar de ser uma piada democrática. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:11
Comentar

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO