Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2009

Hoje, primeiro dia do ano e porque estamos todos com ressaca – pelo menos eu estou num estado lastimável – vou falar-vos de livros. Mas precisamente de um livro. Herman Rosenblat é um sobrevivente de um campo de concentração nazi e decidiu escrever as memórias do que viveu naquele sítio sinistro. Uma rapariga levava-lhe maçãs clandestinamente. Apaixonaram-se e depois de muitas vicissitudes acabaram por casar e viver, felizes, nos Estados Unidos. O livro estava quase a sair e os direitos para o filme já estavam comprados quando descobrem que a história não é verídica e que tudo não passou de uma invenção do Herman. Escândalo. A editora suspendeu a publicação das ditas memórias e o Herman pediu desculpa por ter mentido. Explicou que tentou levar esperança e felicidade às pessoas. Não li o livro mas suponho que por tudo o que dele se disse antes de ser publicado, o menos que se pode reconhecer é que estava bem escrito e as pessoas que o leram acharam comovedor. Por mim, julgo que deve ser uma chachada, mas não interessa. O importante é saber se o facto de ser uma ficção é menos interessante do que ser um facto verdadeiro. Uma história não é um processo judicial e muito menos um acto científico: é apenas uma história. A Branca de Neve não existiu e o Madoff, o tal Dona Branca americano, é real; como a própria Dona Branca foi real. Isso não faz com uma história se confunda com ficção. O Primo Basílio e o Don Quixote são produtos da ficção mas estão tão presentes que até parece que podem ter existido. Luis Filipe Menezes, Ana Gomes, Manuel Pinho e o Oliveira Costa do BPN podiam ser personagens de uma novela mas existem. Parece-me mais difícil inventar pessoas e histórias do que acreditar que há pessoas reais com vidas e personalidades tão extraordinárias. Entretanto, soube que apesar de a publicação do livro ter sido suspensa, sempre se vai fazer o filme. Isto é bom senso. Fora a ressaca, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:11
Comentar

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO