Terça-feira, 13 de Janeiro de 2009

É inevitável falar do ataque israelita na Faixa de Gaza contra o Hamas. Fiquem descansados que não vou tomar partido, até porque, regra geral, sou contra as guerras. Há excepções, claro, mas digamos que sou um pacifista violento, ou, se quiserem, um belicista que não gosta de sangue. Mas o conceito de guerra proporcional faz-me espécie. Para mim, esta exigência de simetria para justificar uma guerra parece-me estúpida. As guerras são para ganhar e os vencedores são, normalmente, mais fortes que os vencidos. Este pormenor prova que sempre houve, nalguma parte, uma desproporção. Nunca provoquei uma zanga violenta com um cinturão preto de um metro noventa e cem quilos. Sabia que nunca aceitaria lutar comigo de joelhos e com uma mão atrás das costas para que a luta fosse proporcional. Em termos bélicos, a desproporção das forças é o que impede os mexicanos de invadirem os Estados Unidos para reclamar as antigas fronteiras que incluíam a Califórnia e o Texas. O Paraguai não invade o Brasil pela mesma razão que o Luxemburgo é amigo da França e da Alemanha e que eu tenha a particular paciência com um imbecil que saiba karaté. Por outro lado a desproporção pode ter que ver com a ofensa. Se dizemos à nossa namorada que está demasiado maquilhada e ela nos responde que, quando foi para a cama com o nosso pior inimigo, ele gostou muito daquele batom encarnado, ela está a responder-nos desproporcionalmente. Neste caso, o uso excessivo de força é chato. Outro exemplo. O actor de filmes pornográficos John Holmes era desproporcionado, mas não passou pela cabeça de ninguém fazer um abaixo-assinado para proibir que ande a engatar raparigas pela simples razão de ter o que tinha. Como podem verificar por estes exemplos, a proporcionalidade poucas vezes é para aqui chamada. O conflito israelo-palestiniano é demasiado complicado para fazer comparações de tamanho. Como diz o povo, o que importa é como se usa. Fora isso, tudo bem.



Publicada por Carlos Quevedo às 23:54
Comentar

Arquivo do blogue
Subscrever feeds
blogs SAPO